Apresentação

A primeira organização de psicólogas e psicólogos em torno da temática Psicologia do esporte no Conselho Regional de Psicologia de São Paulo ocorreu entre os anos de 1998 a 2001 onde se formou a primeira Comissão de Esporte do CRP SP, congregando profissionais da área e estudantes de Psicologia. Nesta época o IX Plenário (1998-2001) realizou diversas ações em torno da temática e realizou entre os dias 05 e 07 de maio de 2000 um grande evento intitulado: Encontros e desencontros: “Descobrindo a Psicologia do Esporte” reunindo um grande número de profissionais em torno da problematização dos desafios colocados pela prática profissional nos diferentes campos do esporte. Foram publicados dois livros da coleção qualificação profissional organizados pela Comissão de Esporte à época: “Encontros e desencontros: Descobrindo a Psicologia do Esporte” e “Psicologia do Esporte, Interfaces, Pesquisa e Intervenção”.

Anos depois, o XIII plenário (2010-2013) passa a pautar psicologia do esporte de forma regionalizada realizando encontros nas mais diversas regiões do estado de SP em parceria com as nove Subsedes do CRP SP. Tais encontros reforçam as discussões sobre a ampliação do tema alinhada às políticas do CRP SP. Ainda nesta gestão, é realizada a I MOSTRA DE PRÁTICAS EM PSICOLOGIA DO ESPORTE abordando como tema: Psicologia do Esporte – Inovando e construindo a excelência na psicologia do esporte, tendo por objetivos:

  • Conhecer o desenvolvimento das práticas em Psicologia do Esporte em todo Estado de São Paulo;
  • Contribuir através de discussões coletivas possibilidades de atuação dos Psicólogos diante das demandas e desafios encontrados na área;
  • Integrar psicólogos, estudantes e profissionais do Esporte que atuam e que pretendem atuar na Psicologia do Esporte, em todo Estado de São Paulo;
  • Reunir subsídios para proposição de políticas públicas na área do esporte
  • Aproximar e construir organização de uma rede de profissionais de Psicólogos no Esporte.

Foram identificadas as perspectivas com relação ao futuro da Psicologia do Esporte pelos participantes da Mostra, tais perspectivas relacionam-se ao crescimento, ampliação das áreas de atuação; desenvolvimento pelos grandes eventos esportivos; investimento em trabalhos interdisciplinares; aumento dos trabalhos científicos; começar pelo ambiente escolar, na infância; divulgação; promoção do companheirismo e saúde mental dos atletas; maior acessibilidade; valorização do profissional pelas comissões técnicas; maior inclusão em projetos sociais, inclusão em atividades em que o esporte seja ferramenta de inclusão; grupo de profissionais via CRP integrados e engajados no crescimento da profissão (Acesse o relatório completo sobre a I Mostra)

Na atual gestão (2013-2016) o XIV Plenário propõe a criação de Núcleos temáticos. 

A Psicologia do Esporte faz parte do Núcleo de Trabalho intitulado: “Áreas Desafios para o CRP SP – Incubadoras Temáticas” onde formou um Subnúcleo de Trabalho composto por profissionais da área, estudantes, entidades e laboratórios científicos ligados ao tema.

Os primeiros encontros dos membros do Subnúcleo passam a ocorrer a partir do mês de julho de 2014 a fim de realizar e promover ações previstas no planejamento estratégico de forma a consolidar o próprio grupo bem como contribuir na interlocução com entidades e grupos organizados da Psicologia do Esporte no Estado de SP. Além disso, tem realizado atividades abertas do núcleo com a categoria e a sociedade, articulado ações com entidades e laboratórios de pesquisa, realizado debate e pautado psicologia do esporte junto ao Núcleo de Formação, além de buscar demanda junto à sociedade organizada para tratar das questões de garantia de direitos para todos e todas no esporte.