Pular Links de NavegaçãoPágina inicial | Mídia | Fique de olho |

Fique de olho
Publicado em 11/2/2014 14:19:07

ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS

CRP SP integra nova gestão do Conselho Municipal de Políticas Públicas de Drogas e Álcool de São Paulo

O Conselho Municipal de Políticas Públicas de Drogas e Álcool de São Paulo (COMUDA) está com uma nova gestão, empossada em fevereiro de 2014. O CRP SP, que tem entre suas linhas de atuação a participação em diferentes espaços de controle social, está entre as entidades da sociedade civil que possui representantes nesta instância. Essa deve ser mais uma participação fundamental da Psicologia na construção de políticas sobre drogas que respeitem os direitos humanos.

O COMUDA tem entre seus eixos fundamentais de ação, desenvolver programas e ações, continuadas e intersetoriais, de prevenção ao uso, abuso e dependência do álcool e outras drogas, envolvendo profissionais que atuam na área da saúde; ampliar a capacitação de profissionais para possibilitar programas de prevenção, orientação, tratamento e reabilitação dos(as) dependentes químicos e seus familiares; assegurar recursos públicos para atender as necessidades de implementação das políticas públicas de forma proporcional aos números epidemiológicos referentes ao abuso e dependência de drogas assim como as consequências sociais e econômicas derivadas.

A participação do CRP SP no COMUDA contribuirá para uma mudança de paradigma no que se refere ao tratamento e acolhimento de pessoas que fazem uso problemático de drogas. Tendo em vista, o discurso e as ações do poder municipal e a posição dos(as) novos(as) conselheiros(as), é possível ter expectativas na construção de políticas progressistas na cidade, baseadas na realidade e pautadas nos direitos humanos.

O CRP SP contribuirá com a cobrança do posicionamento do município referente às políticas públicas voltadas para a questão das drogas, pautadas na cidadania e no respeito aos direitos básicos dos(as) usuários(as) de drogas, no fortalecimento da rede do SUS e da Redução de Danos. Também contribuirá com a elaboração e fiscalização das políticas municipais implantadas, compreendendo o(a) usuário(a) como protagonista do seu tratamento e sua autonomia.

A participação do CRP SP no COMUDA integra as ações da Autarquia que defendem o fortalecimento da rede de atenção psicossocial e de ações intersetoriais, por meio dos Centros de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS-AD), consultórios de rua, unidades de acolhimento e rede de cuidados em saúde. Desta forma, a internação deve ser o último recurso a ser utilizado no atendimento aos(às) usuários(as) de álcool e outras drogas.