Pular Links de NavegaçãoPágina inicial | Mídia | Fique de olho |

Fique de olho
Publicado em 24/1/2014 19:26:18

AÇÃO NA CRACOLÂNDIA

NOTA DE REPÚDIO contra a ação do DENARC e criminalização da população

O Conselho Regional de Psicologia de São Paulo, pautado pelo respeito aos Direitos Humanos, repudia ação do DENARC - Departamento Estadual de Prevenção de Repressão ao Narcotráfico iniciada na última 5ª feira, 23/01/2014, no centro de São Paulo e posiciona-se contra a violência do Estado aos usuários de drogas, moradores e trabalhadores da região.

Recebemos com esperança o lançamento do Projeto Braços Abertos na cidade de São Paulo, que visa assistência aos usuários de drogas, em situação de rua, que vivem na região central da cidade, também conhecida como "Cracolândia".

Tal projeto apresenta-se, de início e potencialmente, como uma política baseada na acolhida e no cuidado com possibilidade de atuar pelo resgate da cidadania daquelas pessoas, sem, contudo apresentar saídas simples e irreais para problemas complexos e multifatoriais.

As políticas de repressão e criminalização da população da rua que agora se repetem são de longa data e nunca demonstraram eficiência.

A intervenção truculenta na Cracolândia por parte da polícia - Denarc - atualiza, mais uma vez, a criminalização da população por parte do Estado, numa clara afronta aos Direitos Humanos.

O CRPSP não compactua com quaisquer práticas brutais que a moral normativa admite como estratégias de aniquilamento dos que ela considera inumanos. A ética não pactua com práticas de violência marcadas por desigualdade de forças, o que caracteriza nesse caso covardia, porque operada pelo Estado contra cidadãos que tiveram seus direitos violados.

XIV Plenário
Conselho Regional de Psicologia de São Paulo - 6º Região