Pular Links de NavegaçãoPágina inicial | Mídia | Fique de olho |

Fique de olho
Publicado em 14/11/2013 12:01:45

CREPOP

Roda de Conversa discute documento de referência sobre álcool e outras drogas

O Centro de Referências Técnicas em Psicologia e Políticas Públicas (CREPOP) promoveu, na sede do CRP SP, em São Paulo, em 13 de novembro, uma Roda de Conversa sobre a Consulta Pública do Documento de Referências Técnicas para Atuação de Psicólogos(as) nas Políticas Públicas sobre Álcool e Outras Drogas. A atividade contou com a participação da presidente do Conselho, Elisa Zaneratto Rosa, da Conselheira Marilia Capponi e da psicóloga Isabela Saraiva de Queiroz, que participou do grupo que sistematizou o documento que esta sob consulta.

Na abertura dos trabalhos, Elisa destacou que a área de políticas públicas conta, cada vez mais, com a atuação de profissionais da Psicologia, daí a importância de um espaço como o CREPOP que, através de suas pesquisas e documentos contribui para a qualificação desta atuação. "Muitas destas políticas públicas ainda não estão consolidadas. Por isso é importante mostrar para o Estado e para a sociedade que a Psicologia pode contribuir para implementar estas políticas", destacou.


Especialista em saúde mental, mestre e doutoranda em Psicologia Social pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e professora da Faculdade de Psicologia da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas), Isabela Saraiva de Queiroz, traçou um panorama de como foi construído o Documento de Referências Técnicas para Atuação de Psicólogos(as) nas Políticas Públicas sobre Álcool e Outras Drogas, abordando seus pontos principais, como a perspectiva histórica do uso destas substâncias, a política proibicionista, as especificidades do contexto brasileiro, os diferentes tipos de uso, a lógica patologizante, abordagens de redução, entre outros pontos.

"Raramente se faz uma discussão de como o modelo de nossa sociedade influencia o uso destas substâncias. O entendimento disso é fundamental para construirmos políticas públicas nesta área", destacou Isabela.

Os(as) profissionais que acompanharam a atividade presencialmente e pela internet participaram da discussão, contribuindo com o documento, que ficará sob consulta pública até o próximo 18 de novembro.

Acesse a página do CREPOP e participe você também.