Pular Links de NavegaçãoPágina inicial | Mídia | Fique de olho |

Fique de olho
Publicado em 12/9/2013 15:13:05

DIREITOS HUMANOS E SAÚDE MENTAL

Em São Paulo, Fórum da ABRASME discute diferentes aspectos dos temas

Entre os dias 5 e 7 de setembro foi realizado, na cidade de São Paulo, o Fórum Brasileiro de Saúde Mental e Direitos Humanos, evento que reuniu cerca de 3 mil participantes, entre usuários (as) de saúde mental, estudantes e profissionais de diferentes áreas. A atividade, promovida pela Associação Brasileira de Saúde Mental (ABRASME) trouxe discussões sobre temas diversos ligados aos direitos humanos, como laicidade, drogas, judicialização e economia solidária.

O CRP SP esteve presente na atividade. A vice-presidenta do Conselho, Maria de Fátima Nassif, integrou a mesa de abertura do Fórum. O CFP também participou do Fórum na promoção de mesas temáticas, sobre drogas e estado laico, além de relançar duas publicações: Referências para a atuação do(a) psicólogo(a) no CAPS, do CREPOP e Drogas, Direitos Humanos e Laço Social. Além disso, distribuiu publicações em estande no evento.

A conselheira Sandra Amorim, que representou o presidente do CFP, Humberto Verona, na mesa de abertura do evento, acredita que o Fórum reafirmou o compromisso da Psicologia em um momento de diversos retrocessos no campo da saúde mental, em especial em relação aos usuários de drogas ilícitas. Segundo ela, o evento buscou, de forma geral, afirmar as conquistas alcançadas com a Lei 10.216 , mais conhecida por Lei da Reforma Psiquiátrica.

"A realização deste Fórum configura-se como uma iniciativa fundamental para o enfrentamento das práticas de anulação, desrespeito e violência contra aqueles que deveríamos cuidar e garantir os direitos humanos", afirmou. A mesa sobre laicidade, diversidade e direitos humanos apresentou o Movimento Estratégico pelo Estado Laico (MEEL), lançado em junho deste ano. Na ocasião, também foi lido o manifesto que marcou o início do Movimento. A participação da Psicologia na mesa ocorreu por meio da conselheira do CFP, Ermínia Ciliberti e da psicóloga Tatiana Lionço, uma das integrantes do MEEL e da Companhia Revolucionária Triângulo Rosa.

Em sua fala, Lionço fez uma análise do cenário político atual e abordou a ideia de culpa, da lógica individualizante e da responsabilidade social. "Temos de discutir os direitos sociais na base das respostas do Estado e da sociedade, e o MEEL vem para promover exatamente este tipo de diálogos",disse ela, que convidou ainda, ao final da mesa, as pessoas e entidades presentes a acessarem o site (LINK) e a participarem do Movimento.

Já a mesa de Politica Sobre Drogas da Abrasme contou com a participação do coordenador da Comissão Nacional de Direitos Humanos do CFP, Pedro Paulo Bicalho, e da psicóloga e integrante na Frente Nacional de Drogas e Direitos Humanos (FNDDH), Elisa Zaneratto. Na ocasião, ocorreu o relançamento das publicações do CFP sobre o tema.