Pular Links de NavegaçãoPágina inicial | Mídia | Fique de olho |

Fique de olho
Publicado em 19/8/2013 13:04:36

ATO MÉDICO

Luta contra PL chega a sua reta final: análise dos vetos será discutida no Congresso nesta terça

As profissões da saúde preparam uma intensa mobilização para garantir a manutenção aos vetos presidenciais ao PL do Ato Médico.
A análise dos dispositivos está no primeiro item da pauta da sessão do Congresso marcada para esta terça, 20 de agosto. A organização do ato é do Fórum dos Conselhos das Profissões da Área da Saúde (FCPAS) e do Fórum das Entidades Nacionais dos Trabalhadores da Área da Saúde (Fentas).

Nesta segunda, 19 de agosto, representantes de diversos conselhos de saúde, entre eles, o CFP irão participar de uma coletiva de imprensa que terá como objetivo apresentar os principais argumentos para a manutenção dos vetos.

Ainda nesta segunda, a partir das 18h terá início uma vigília de acompanhamento à votação dos vetos no Congresso Nacional. Na terça, 20 de agosto, as 14h, acontece um ato em defesa do veto nº 24, da Lei do Ato Médico, no hall da taquigrafia da Câmara dos Deputados. Organização: Fórum das Entidades Nacionais dos Trabalhadores da Área da Saúde (Fentas) e Fórum dos Conselhos das Profissões da Área da Saúde (FCPAS). Na oportunidade, haverá fala de abertura do vice-presidente da Casa e do Congresso Nacional, André Vargas (PT-PR). Outros parlamentares também serão convidados para o ato.

A partir das 19h haverá o acompanhamento da votação da Lei do Ato Médico no Plenário da Câmara dos Deputados. O CRP SP disponibilizou um ônibus que partirá da capital paulista na tarde desta segunda feira, levando psicólogos (as) para se somarem à mobilização em defesa dos vetos.

Manifeste-se pela internet!

Quem não pode participar presencialmente, pode se mobilizar via internet por meio da ferramenta de envio de manifesto aos parlamentares em defesa do veto (para enviar, clique aqui). Está sendo divulgada, ainda, uma petição pública que já conta com mais de 10 mil assinaturas (para assinar, clique aqui).
Outro meio de manifestação é postar comentários nas redes sociais dos (as) deputados (as) e senadores (as), utilizando a hashtag #mantenhamoveto.