Pular Links de NavegaçãoPágina inicial | Mídia | Fique de olho |

Fique de olho
Publicado em 12/4/2013 14:06:05

SAÚDE PÚBLICA

Mobilização reúne milhares de pessoas em Brasília

Mais de mil pessoas se reuniram na manifestação do Movimento Nacional em Defesa da Saúde Pública, mais conhecido por Saúde+10, em 10 de abril, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília. O ato teve o objetivo de mobilizar a sociedade para a urgência de um Projeto de Lei de iniciativa popular que assegure o repasse efetivo e integral de 10% das receitas correntes brutas da União para a saúde pública brasileira.

Além do CFP, diversas entidades participaram da marcha, como o Conselho Nacional de Saúde, Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional, Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura, Assembleia de Minas Gerais, Conselho de Medicina Veterinária, Conselho de Medicina, Central Única dos Trabalhadores, entre outros. O CRP SP também esteve representado na mobilização.

"Junto ao outros conselhos regionais e ao CFP, viemos a Brasília marcar nossa posição em defesa de um SUS Público, universal e integral e contrários a qualquer prática que atente contra a dignidade humana", afirmou a Conselheira do CRP SP, Roberta Lemos, que participou do ato.


Durante a manifestação foi anunciado que, até o dia 5 de abril, haviam sido coletadas 1,25 milhão de assinaturas para o PL. A meta é chegar a dois milhões de assinaturas nos próximos 30 dias. "O movimento conseguiu reunir um número expressivo de pessoas. A avaliação é que as assinaturas coletadas em um ano simbolizam que a população brasileira acredita no SUS", ressaltou o presidente do CFP, Humberto Verona.

Os trabalhos continuam após a marcha. Segundo a presidente do Conselho Nacional de Saúde (CNS), Socorro Souza, a campanha para as assinaturas permanece, com a meta de mostrar ao governo e aos parlamentares a necessidade priorizar esse debate. "Queremos saber onde está o dinheiro da saúde pública e para onde deve ir a verba desse setor no País", adiantou.

O coordenador do movimento Saúde+10, Ronald Ferreira, destacou, por fim, que o ato defendeu a não criminalização dos usuários de álcool e outras drogas - manifestação que o CFP se propôs a fazer durante a marcha, com o mote "Não à Intolerância". A instalação foi obra do artista plástico Siron Franco, colocada em frente ao Congresso Nacional.

O Saúde+10 foi fundado por diversas entidades representativas de todo o Brasil no dia 13 de março de 2013, na sede do CFP, e tem como objetivo assegurar aos brasileiros um sistema de saúde pública mais justo e de maior qualidade. A Psicologia esteve presente desde a fundação do movimento, com a participação na Primavera da Saúde, em 2012.