Pular Links de NavegaçãoPágina inicial | Mídia | Fique de olho |

Fique de olho
Publicado em 18/5/2012 13:12:32

18 DE MAIO

Data marcar também o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

Além do Dia Nacional da Luta Antimanicomial, o 18 de maio é a data em que se comemora a publicação da Lei nº 9970/2000, que institui o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A lei foi publicada em razão do assassinato da menina Araceli Cabrera Sanches Crespo, em Vitória (ES), em 18 de maio de 1973. Seu corpo foi encontrado dias depois, desfigurado e com marcas de abuso sexual.

Todos os anos, o Conselho Federal de Psicologia (CFP) destaca a importância de lembrar a data como forma de mobilizar a categoria e também a sociedade. Sandra Amorim, conselheira do CFP, aponta que a defesa dos direitos humanos de crianças e adolescentes tem sido debatida em vários campos políticos, o que demonstra interesse de instâncias governamentais e não governamentais em combaterem a violência sexual contra crianças e adolescentes. "O assunto vem sendo discutido em várias áreas, como Saúde, Educação, Assistência Social e isso promove um avanço na luta contra violência sexual de crianças e adolescentes", completa.

Para a conselheira, apesar dos 39 anos do assassinato da menina Araceli e os 12 anos de existência da lei, ainda há muito a ser discutido. "Sem dúvidas temos muito a caminhar, mas indiscutivelmente avançamos no campo das políticas públicas, a partir do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente)".

A data mobiliza grande parte da sociedade, além de servir como alerta e comprometimento para reduzir casos como o da menina Araceli e de várias outras crianças e adolescentes do Brasil. Para Sandra Amorim, quando a sociedade finge que não vê algo acontecendo, fica mais difícil minimizar a violência.