Pular Links de NavegaçãoPágina inicial | Mídia | Fique de olho |

Fique de olho
Publicado em 2/5/2011

EMERGÊNCIAS E DESASTRES

CRP SP intensificará debate sobre Psicologia em Emergências e Desastres

O CRP SP, por meio do Grupo de Trabalho de Emergências e Desastres (GTED) e em parceria com o Conselho Federal de Psicologia, realizou, de 18 a 22 de março, cinco oficinas de práticas de Psicologia em Emergências e Desastres. Os eventos tiveram como polos Campinas, Vale do Paraíba, Guarulhos, Baixada Santista e a Sede do Conselho, em São Paulo. Consideradas essas como as áreas no Estado de São Paulo cuja população foi mais atingida pelos recentes desastres naturais, segundo dados da Operação Verão e da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil - Cedec.

A proposta das oficinas teve como público-alvo prioritário psicólogas e psicólogos dos serviços públicos (defesa civil, assistência social, saúde, educação, meio ambiente e outros), de ONGs ou voluntários que já estão atuando no atendimento das pessoas atingidas por calamidades. O principal objetivo da organização foi possibilitar a orientação sobre práticas de psicologia em situações de emergências e desastres, bem como refletir sobre essa área de atuação e promover intercâmbios de experiências. Além disso, criou-se um clima favorável para, entre outras situações, se discutir e propor possibilidades de atuação de psicólogos e psicólogas nesse campo, considerando e analisando concepções e estratégias que valorizem as capacidades individuais e comunitárias para superar os desastres, mas também trabalhar ações de prevenção e preparação com a população e com as equipes de trabalho multiprofissionais mobilizadas.

Segundo a consultora do CFP na área de Psicologia das Emergências e dos Desastres, Angela Elizabeth Lapa Coêlho, facilitadora das oficinas, os encontros permitiram que se compartilhassem as diferentes experiências que as pessoas têm no seu cotidiano de trabalho. "A bem da verdade, estamos trabalhando e aperfeiçoando políticas públicas", enfatiza a especialista.

O trabalho do GTED foi iniciado por essas oficinas e continuará com outras ações que o CRP SP está estruturando para apresentar em conjunto com a ação unificada do Sistema Conselhos de Psicologia (CFP e CRPs) em relação a Psicologia em situações de emergências e desastres, para o ano de 2011, com atividades nesse campo de atuação da Psicologia. Os objetivos do CRP SP são debater, intercambiar e constituir com e para psicólogos e psicólogas referências de trabalho em situações de calamidade, sobretudo nas práticas de prevenção e preparação para as contingências, além da indispensável assistência na reconstrução dos projetos de vida das pessoas, das famílias e das comunidades. Assim, o CRP SP espera potencializar a organização da categoria e sua articulação com a comunidade, movimentos sociais, outras profissões e os gestores públicos, que resulte em melhor acesso à proteção de defesa civil e de outras políticas públicas relacionadas.

Em tempo: estão disponíveis na internet os textos utilizados como material de apoio nas oficinas e um conjunto de referências técnicas, de políticas públicas e legais sobre o tema. Clique aqui para consulta e download.