Pular Links de NavegaçãoPágina inicial | Mídia | Fique de olho |

Fique de olho
Publicado em 13/5/2010

Cerimônia de entrega será dia 15, sábado, em São Paulo

 

No próximo dia 15 de maio, a partir das 14h, no Espaço Plínio Marcos (Tenda na Feira de Artes da Praça Benedito Calixto, Pinheiros, São Paulo) haverá a cerimônia de entrega do II Prêmio Carrano de Luta Antimanicomial e Direitos Humanos. O prêmio, que conta com o apoio do CRP SP, é uma homenagem ao dramaturgo Austregésilo Carrano Bueno, militante da reforma psiquiátrica nascido exatamente no dia 15 de maio, em 1947, e falecido em 2008.

O Prêmio tem como o objetivo dar continuidade a sua luta por uma mudança nas condições de tratamento de pessoas em sofrimento mental, fazendo valer a Lei nº 10.216/2001 da reforma Psiquiátrica no Brasil, da qual foi um dos defensores e críticos.

O prêmio é anual e, além de condecorar pessoas de ações e atitudes importantes na Luta Antimanicomial e na Reforma Psiquiátrica, busca denunciar violações dos Direitos Humanos, especialmente aquelas praticadas a pessoas com sofrimento mental.

Para o II Prêmio Carrano, que, entre entidades e militantes do movimento, conta com o apoio do Conselho Regional de Psicologia de São Paulo, foram indicadas 13 pessoas e instituições.
Confira:

  • Casa do Saci (Espaço criado e administrado por trabalhadores, usuários e técnicos da Saúde Mental, organizados na Associação Vida em Ação;
  • Senador Eduardo Suplicy;
  • Grife Dasdoida (criada pela psiquiatra Julia Catunda e usuários do CAPS Itapeva);
  • Grupo Tortura Nunca Mais;
  • Luciano Santos, advogado e integrante do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral;
  • Magrão, amigo de Carrano;
  • Marcelo Rubens Paiva, escritor e dramaturgo;
  • Marcos Abranches, coreógrafo;
  • Paulo Amarante, psiquiatra e escritor;
  • Revista Ocas - Organização civil de ação social (Maria Alice Vassimon);
  • Sebastião Nicomedes, escritor e coordenador de oficina na Casa Restaura-me de apoio a pessoas em situação de rua;
  • Toninho Rodrigues, diretor e ator de teatro;
  • Xico Sá, jornalista e escritor.

Serão homenageadas também 13 personalidades que, de alguma forma, contribuíram para a Luta Antimanicomial e os Direitos Humanos:

  • Antonin Artaud;
  • Arthur Bispo do Rosário;
  • João Cândido, o Mestre-sala dos Mares;
  • Itamar Assumpção, músico e compositor;
  • Lima Barreto, escritor;
  • Machado de Assis, escritor;
  • Maria Conceição Aciolly (Ceça), atriz e bonequeira;
  • Nise da Silveira, psicóloga;
  • Nivaldo Santana (ator e artista plástico);
  • Paulo Leminski, escritor;
  • Plínio Marcos, dramaturgo;
  • Roberto Freire, escritor e criador da Somaterapia;
  • Sérgio Sampaio, músico e compositor;

Serviço:
Entrega do II Prêmio Carrano de Luta Antimanicomial e Direitos Humanos
Data:
dia 15 de maio de 2010, a partir das 14h
Local: Espaço Plínio Marcos (Tenda na Feira de Artes da Praça Benendito Calixto, Pinheiros)
Realização: coletivo Gato Seco - Nos telhados da Loucura
Apoio: Fórum Paulista de Luta Antimanicomial, Movimento Nacional de Luta Antimanicomial, Grupo Tortura Nunca Mais, Associação dos Educadores da USP, Igreja Invisível, Conselho Regional de Psicologia de São Paulo CRP SP e outras entidades e instituições ligadas ao tema.

  • Abertura dos trabalhos
  • Apresentação do Fórum Municipal DCA contextualizando o evento, conceitos e reflexões sobre o Plano de Educação, e o processo de organização para a sua construção por 10 anos.
  • Exposição do Núcleo de Educação do Movimento Nossa São Paulo
  • Exposição do Fórum Municipal de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente
  • Apresentação: Caracterização da Cidade de São Paulo - Setor Educação
  • Organização dos integrantes da plenária para apresentação e recolhimento de propostas a partir de níveis e modalidades de ensino
  • Escolha dos delegados