Pular Links de NavegaçãoPágina inicial | Comunicação | Jornal PSI |

 

número 147 - abril / junho 2006

Editorial

Formação
O exame de proficiência na área da saúde gera polêmica

Ciência e Profissão
II Congresso Brasileiro Psicologia: Ciência e Profissão quer estimular diálogo entre profissionais

Conversando com o psicólogo
Representantes do CRP SP participam de decisões nas instâncias sociais que discutem a drogadição

Interior
Psicólogos trabalham a dor decorrente da morte junto a pacientes terminais, familiares e equipes de saúde

Políticas públicas
Seqüestro de direitos permeia as interdições judiciais

Orientação
A importância de o psicólogo manter sua situação regularizada junto ao CRP

Seção Aberta
No ano temático dedicado à saúde, os psicólogos debaterão questões como formação, compromisso social com a saúde pública e defesa do SUS

Questões éticas
Devolutiva: direito do cliente, dever do psicólogo

Opinião
Francisco Comarú, do Instituto Pólis, debate as intervenções urbanas no âmbito das políticas públicas em grandes cidades

Um mundo melhor é possível
Sistema Conselhos discute a exclusão social resultante do encarceramento no Fórum Social Mundial

Nuestra América Latina
Países da América Latina elegem presidentes que se projetaram com um discurso pela inclusão social

Livros
Silvia Maria Cury Ismael fala da obra "Os profissionais de saúde e seu trabalho", organizado por Lívia de Oliveira Borges

Estante

Mural

Expediente

Verve

"Quando governos se mostram incapazes de enfrentar problemas sociais por meio de políticas sociais, a polícia entra em ação"

Francisco Comarú

"O exame de proeficiência apresenta formas perversas de controle do acesso ao mercado de trabalho que acentuarão a desigualdade que caracteriza nossa formação universitária"

Ana Bock

Os principais objetivos do ano da Psicologia na saúde são ampliar as relações institucionais, trabalhar sobre a agenda e tentar produzir definições de consenso entre os profissionais, de forma que a presença do psicólogo no SUS e na saúde possa ser um espaço de expansão, de reconhecimento social e de ampliação das formas de atuação, com muita qualidade técnica e responsabilidade ética"

Marcus Vinícius

"A interdição indiscriminada vai contra os objetivos da reforma psiquiátrica, que busca reinserir na sociedade o portador de transtorno mental. Mas, num país com tantos problemas sociais, a ajuda financeira ainda é mais valorizada que os direitos de cidadania"

Talvane de Moraes